Item 07 - Antônio Pereira da Silva

Área de identificação

Código de referência

BR RJCOC 05-06-01-01-01-06-07

Título

Antônio Pereira da Silva

Data(s)

  • 2003 (Produção)

nível de descrição

Item

Dimensão e suporte

Documentos sonoros: 1 fita cassete e 1 CD (50min; cópia digital)

Área de contextualização

Nome do produtor

História arquivística

Entrevista realizada na Colônia Getúlio Vargas, localizada em Bayeux (PB), no dia 05 de agosto de 2003.

Procedência

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Sumário
Fita 1 – Lado A
Informações sobre os irmãos e local de nascimento em Pilar, Alagoas; o aparecimento dos primeiros sintomas da doença, em 1936, aos 3 anos de idade; a vida cotidiana no interior e a falta de um diagnóstico preciso de hanseníase; a continuidade do trabalho na roça, mesmo acometido pela doença, e as deformidades físicas causadas por ela; a morte do pai e a internação no hospital colônia em Maceió, Alagoas, em 1951, aos 18 anos; comentários sobre a dificuldade em arranjar emprego por causa do preconceito em torno da doença e sua aposentadoria; considerações sobre a permanência no hospital de Alagoas e a mudança para Recife ainda na década de 1950; comentários sobre os médicos Francisca Estrela e José Ailton; seus casamentos e a ida para a Paraíba em 1991; os membros de sua família que também foram atingidos pela hanseníase; as amputações sofridas, a alta de medicação adequada e o uso de antibióticos e vitaminas como tratamento alternativo do depoente; o fracasso na carreira militar por ter sido denunciado por um amigo como portador de hanseníase; relatos de situações preconceituosas vividas por ser hanseniano; opiniões sobre as
atuais propagandas de esclarecimento da hanseníase.

Fita 1 – Lado B
Sobre os três filhos adotivos e a atual companheira; sua opinião a respeito da mudança do nome da doença e comentários sobre a vida cotidiana na Colônia Getúlio Vargas.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Transcrição e sumário

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Sem restrição

Condições de reprodução

Sem restrição

Idioma do material

Forma de escrita do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de pesquisa

Área de fontes relacionadas

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Nota de publicação

MACIEL, Laurinda Rosa. ‘Memórias e narrativas da lepra/hanseníase: uma reflexão sobre histórias de vida, experiências do adoecimento e políticas de saúde pública no Brasil do século XX’, In História Oral, v. 20, n. 1, p. 33-54, jan./jun. 2017.
Disponível em: <http://revista.historiaoral.org.br/index.php?journal=rho&page=article&op=view&path%5B%5D=696&path%5B%5D=pdf>

Área de notas

Nota

Resenha biográfica
Antônio Pereira da Silva nasceu em 22 de março de 1933, em Pilar, Alagoas, em família numerosa, com 11 filhos. Na infância começou a apresentar sintomas de hanseníase; por falta de tratamento adequado perdeu a sensibilidade dos pés e das mãos. Sua família tratou da doença com medicamentos caseiros, tais como chás fitoterápicos e uma mistura de pólvora com limão para tratar os ferimentos. Mesmo apresentando sinais de avançado estado da doença, trabalhou anos na lavoura com os demais membros da família. Por causa da hanseníase, aos 10 anos foi isolado na casa-grande da fazenda onde trabalhava e lá permaneceu por alguns anos. Ao sair da fazenda passou a trabalhar em engenhos de cana-de-açúcar e na criação de gado. Na década de 1950 foi internado na Colônia Eduardo Rabello, em Alagoas. Quando essa Colônia foi desativada, seus pacientes foram transferidos para a Colônia de Mirueira, em Pernambuco, e nessa mudança Antônio Pereira evadiu-se. Posteriormente, foi para a Colônia Getúlio Vargas, na Paraíba.

Notação anterior

Pontos de acesso

Ponto de acesso - assunto

Ponto de acesso - local

Ponto de acesso - nome

Pontos de acesso de género

Área de controle da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status da descrição

nível de detalhamento

Datas de criação, revisão, eliminação

Fontes utilizadas na descrição

Zona da incorporação

Entidades coletivas, pessoas ou famílias relacionadas

Géneros relacionados

Lugares relacionados