Coleção AC - Adrian Cowell

Área de identificação

Código de referência

BR RJCOC AC

Título

Adrian Cowell

Data(s)

  • 1961-2010 (Produção)

nível de descrição

Coleção

Dimensão e suporte

Documentos textuais: 2 itens (492 páginas)
Documentos audiovisuais: 521 itens ( 251 DVDs, 159 DVCAMs, 50 Betacams Digital, 30 Betacams, 6 VHSs, 25 CDs)
Documentos sonoros: 88 itens (23 DATs, 40 DVDs, 25 CDs)

Área de contextualização

Nome do produtor

(1934-2011)

Biografia

Nasceu em 2 de fevereiro de 1934, em Tongshan, China. Estudou na Austrália e na Inglaterra, e graduou-se em história pela Universidade de Cambridge, em 1955. Entre 1955 e 1956 foi com a Oxford & Cambridge Far Eastern Expedition de Londres até Singapura, e realizou uma série de três programas para a British Broadcasting Corporation (BBC), intitulada "Travellers tales". Entre 1957 e 1958 esteve pela primeira vez no Brasil, quando a Oxford & Cambridge Expedition veio à América do Sul para a produção de quatro programas para a série "Adventure" da BBC. De 1959 a 1961 trabalhou para a Independent Television News como editor-chefe da série semanal "Roving report". Entre os programas dirigidos estão: "Mother of most noble rivers", "Back of beyond", "Portrait of Brazil", "Caviar in the Caspian", "Wild goose chase" e "Land beyond the moon". Em 1961, com o cinegrafista Louis Wolfers, esteve durante três meses no Xingu e, outros tantos, entre Mato Grosso, Goiás, Rio de Janeiro e São Paulo. Nesta viagem produziu as séries "The destruction of the indian" e "The fate of colonel Fawcett". Em 1963 percorreu o Nordeste de jipe com o cinegrafista Jesco von Puttkamer. Desta viagem resultou a série "The devil in the backlands". De 1964 a 1965, com o cinegrafista Chris Menges, filmou na Ásia as séries "Rebel", "The light of Asia" e "The opium trail" para a Associated Television (ATV). Convidado pelos irmãos Villas Bôas, filmou, de 1967 a 1969, a expedição para contatar a tribo de índios isolados Panará. Os filmes realizados neste período, "The tribe that hides from man" e "Kingdom in the jungle", foram produzidos para a ATV. Entre 1972 e 1978, ainda pela ATV, realizou os filmes "The opium warlords" e "The masked dance", além da série "Opium". Retornou ao Brasil em 1980 e, numa co-produção da TV Central da Inglaterra com a Universidade Católica de Goiás, filmou sem interrupção até 1990. Os direitos destes filmes no Brasil ficaram com a universidade. Nas versões brasileiras dividiu a direção com Vicente Rios, cinegrafista dos documentários produzidos a partir de então. Desses dez anos de trabalho na Amazônia, resultou a série "The decade of destruction", com versões feitas em 1984 e 1990, e a versão americana produzida pelo WGBH para a rede Public Broadcasting Service. Entre 1992 e 1996 produziu para o Channel 4 da Inglaterra a série "The heroin wars". De 1996 a 1999 produziu também para o Channel 4 a série "The last of the hiding tribes", sobre a evolução da política de primeiro contato com tribos isoladas pelos sertanistas do Serviço de Proteção ao Índio e da Fundação Nacional do Índio. Para essa série, realizaram-se expedições às tribos Panará, Uru Eu Wau Wau e Avá-Canoeiro. A partir do ano 2000, realizou filmes produzidos pela BBC2, TV for the Environment e para a BBC mundial, atualizando as questões e políticas para o desenvolvimento da Amazônia e seu impacto sobre o meio ambiente e os povos da floresta. Morreu em 11 de outubro de 2011, em Londres.

História arquivística

Os filmes estavam na residência de Adrian Cowell em Londres.

Procedência

Adrian Cowell doou seu acervo de filmes para o Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia (IGPA) da Universidade Católica de Goiás (UCG), que desde 1980 era sua produtora associada no Brasil. Em 2007 foi celebrado o convênio entre a Fundação Oswaldo Cruz, através de sua unidade Casa de Oswaldo Cruz, e a UCG, através do IGPA, que instituiu cooperação técnico-científica com vistas à implementação de ações conjuntas para o desenvolvimento do projeto "Histórias da Amazônia - 50 anos de memória audiovisual", coordenado por Stella Oswaldo Cruz Penido. Os resultados obtidos pelo projeto foram: transporte dos filmes de Londres para Goiânia, adequação da infraestrutura da área de guarda e outras estratégias de organização, preservação, captação de recursos e divulgação do acervo do documentarista.

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Reúne os filmes realizados por Adrian Cowell durante cinquenta anos de filmagens na Amazônia em matrizes digitais betacam, betacam digital e DVCAM, com cópias em suporte DVD para divulgação e consulta. Também estão incluídas matrizes com narração original em inglês, matrizes com canais de áudio separados, DVDs com o time code aparente de acordo com a matriz betacam digital etc. No processo de produção da versão brasileira para o filme ao qual cada dossiê se refere, os originais de som magnético foram transcritos para os suportes DAT, CDs e DVDs para divulgação e consulta. Estão presentes ainda telecinagem de material bruto (não editado). Os filmes registram a maior incineração de matéria orgânica feita pelo homem no mundo - as queimadas; a ameaça à sobrevivência de tribos indígenas na região do Xingu; as expedições de contato com tribos isoladas empreendidas pelos irmãos Villas Boas; a luta de Chico Mendes para preservar as áreas da floresta Amazônica habitadas por seringueiros. A coleção conta também com um conjunto de filmes realizados no início da década de 1960 que narram as comunidades indígenas do Peru e Bolívia estabelecidas nos arredores do lago Titicaca; a história do desaparecimento do coronel Fawcett na região do Xingu; as grandes romarias no sertão do Ceará, Pernambuco e Bahia; a vida dos jangadeiros de Caponga, Fortaleza; as religiões de matriz africana crescentes nos subúrbios e favelas do Recife.
O dossiê Transferência do Acervo de Londres para o Brasil (série Sobre Adrian Cowell) agrega, além dos registros em imagem, registros em fotografia da organização do acervo de filmes do diretor Adrian Cowell em Londres para o transporte para o Brasil.
O dossiê Mostra Amazônia Segundo Adrian Coell - 50 ano de Cinema (série Sobre Adrian Cowell) agrega, além dos registros em imagem, clippings, decupagens e anais da mostra.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Série A Destruição do Índio (Destruiction of the Indian)
Série Cultos do Sertão (The Devil in the Backlands)
Série O Destino do Coronel Fawcett (The Fate of Col. Fawcett)
Série Últimos Exploradores - os Irmãos
Série A Década da Destruição (The Decade of Destruiction)
Série Os últimos isolados (The Last of the Hiding Tribes)
Série O Legado de Chico Mendes
Série Sobre Adrian Cowell

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Sem restrição.

Condiçoes de reprodução

Com restrição. Os documentos audiovisuais só podem ser reproduzidos mediante autorização da entidade detentora dos direitos patrimoniais, conforme estabelecido pelo titular no documento de doação feito ao Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia (IGPA).

Idioma do material

  • inglês
  • português

Forma de escrita do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de pesquisa

Área de fontes relacionadas

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Área de notas

Nota

O projeto "Histórias da Amazônia - 50 nos de memória audiovisual" foi realizado com os patrocínios da Petrobras e do BNDES, e os apoios do Ministério do Meio Ambiente, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Sociedade de Promoção da Casa de Oswaldo Cruz e Lei Federal de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura. Em 2007 os documentaristas John Adrian Cowell e Vicente Silvério Rios, que construíram o maior acervo cinematográfico sobre a natureza e o homem da região amazônica, e Stella Oswaldo Cruz Penido, coordenadora do projeto "Histórias da Amazônia", foram agraciados com o prêmio Chico Mendes de Meio Ambiente na categoria Arte e Cultura.

Notação anterior

Pontos de acesso

Ponto de acesso - assunto

Ponto de acesso - local

Ponto de acesso - nome

Pontos de acesso de género

Área de controle da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status da descrição

Preliminar

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão, eliminação

2015-2016

Idioma(s)

Fontes utilizadas na descrição

Nota do arquivista

Equipe: Alexandra do Nascimento Carias (organização) e Stella Oswaldo Cruz Penido (revisão)

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Entidades coletivas, pessoas ou famílias relacionadas

Géneros relacionados

Lugares relacionados