Dossiê 02 - Ernani Braga

Área de identificação

Código de referência

BR RJCOC 05-05-03-02

Título

Ernani Braga

Data(s)

  • 16/06/1978 (Produção)

nível de descrição

Dossiê

Dimensão e suporte

Documentos sonoros: 2 itens (fitas cassetes, 2h; arquivos digitais).

Área de contextualização

Nome do produtor

História arquivística

Entrevista exploratória concedida para um futuro projeto de memória da saúde pública no Brasil, gravada por Mabel Imbassayi, Luiz Fernando e Lisabel Klein, em 16 de Junho de 1978. Trata do contexto político das décadas de 1940 e 1950, das ações do Ministério da Saúde, das influências recebidas pela Fundação Rockefeller, da criação da ENSP e da saúde e o contexto latino-americano.

Procedência

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Sumário de assuntos
Fita 1 - Lado A:
Influência familiar para entrar na Marinha; a vinda para o Rio de Janeiro e a opção pela Medicina; menção a alguns professores ilustres na graduação; referência ao curso do Centro Internacional de Leprologia; a volta para o Rio Grande do Sul para trabalhar no Serviço Anti-Venéreo da Fronteira; a ida para Pernambuco a fim de fazer o censo da hanseníase (lepra) no estado; o curso de saúde pública com Barros Barreto e o convite para ser seu assistente; o cargo de delegado federal de saúde e o trabalho como sanitarista, no Pará; referência ao surte de malária ocorrido no Nordeste, em 1937; alusão a origem do Serviço Especial de Saúde Pública; referência aos operários que trabalharam na extração da borracha na Amazônia; a “nacionalização” do SESP e a criação de escolas de Enfermagem.

Fita 1 - Lado B:
O curso de Saúde Pública na Universidade de Columbia; seu trabalho no SESP e o caráter social das atividades do órgão; a criação do Ministério da Saúde e seu cargo de diretor-geral do DNS; a desarticulação do Ministério da Saúde com o suicídio de Getúlio Vargas; referência a sua saída do Ministério da Saúde; ida para a CAPES e o trabalho conjunto com a Fundação Rockefeller na formação de profissionais de saúde; referência a criação de novas escolas de medicina; sua dedicação aos programas de formação de pessoal para a área médica; menção à criação da ENSP; referência a Muniz Aragão e a criação do laboratório de drogas e medicamentos; seu lugar de diretor executivo da Federação Pan-Americana de Associações de Faculdades de Medicina; a ida para Genebra trabalhar como diretor da Divisão de Educação e Treinamento da OMS; a volta ao Brasil para dirigir a ENSP; sobre suas atividades atuais na Universidade, na Fundação Getúlio Vargas.

Fita 2 - Lado A:
A respeito da participação em debates sobre questões ligadas à saúde; sobre a criação dos departamentos de medicina preventiva; referência ao papel da saúde pública nas escolas de medicina; sua opinião sobre as escolas de saúde pública;
comentário sobre a política de saúde no tempo de Juscelino Kubitschek e situação atual; sobre sua participação em debate na Escola Superior de Guerra (ESG), sobre planejamento familiar; referência ao trabalho de saúde pública nos centros urbanos; o convite de Carlos Lacerda para ser Secretário de Saúde na Guanabara.

Fita 2 - Lado B:
Sobre a atuação do Ministério da Saúde ao longo dos anos e o papel das campanhas de saúde no passado; referência ao Almirante Gerson Ortiz e suas preocupações com a Previdência Social; a necessidade de entrosamento das ações de saúde da Previdência Social com os estados; sobre a escolha de ministros para a pasta de Saúde e a referência a alguns ex-ministros; menção a indicação de seu nome para o Ministério da Saúde no governo João Goulart; a elaboração do plano de saúde do estado e o convite para ser Secretário de Saúde do Estado; referência ao SESP e sua ligação com a Fundação Rockefeller.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Transcrição integral e Sumário de assuntos.

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Sem restrição.

Condiçoes de reprodução

Sem restrição.

Idioma do material

Forma de escrita do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de pesquisa

Área de fontes relacionadas

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Área de notas

Nota

Resenha biográfica
Ernani Paiva Ferreira Braga nasceu em 1913, no Mato Grosso, vivendo boa parte da sua juventude no Rio Grande do Sul. Cursou Medicina na antiga Universidade do Brasil, onde formou-se em 1935. Recebeu o título de Sanitarista, pela conclusão do Curso de Saúde Pública, em 1941. Foi colaborador do Departamento Nacional de Saúde, da Delegacia de Saúde do Ceará, da Secretaria de Saúde do Pará. Na Fundação SESP, permaneceu de 1944 até 1959, numa das carreiras mais marcantes dentro da Instituição. Em 1954 assumiu o cargo de Diretor–Geral do Departamento Nacional de Saúde. No início dos anos 1960 voltou-se para a formação de recursos humanos, atuando junto à CAPES/MEC e à Fundação Rockefeller, participando do programa nacional de ensino e pesquisa das ciências biomédicas. De 1962 a 1967 dirige a FEPAFEM, criada com o objetivo de impulsionar o ensino médico da América. A grande experiência acumulada e o enorme e merecido prestígio que conquistou colocaram-no na direção da Diretoria de Recursos Humanos da OMS, em Genebra, de 1967 a 1973. No decorrer desse tempo, exerceu também atividades docentes junto a diversas instituições do país e do exterior, foi consultor de inúmeras organizações, participou da diretoria de associações como a American Public Health Association, a Sociedade Brasileira de Higiene, além de ter desempenhado relevantes funções nas Assembléias Mundiais de Saúde da OMS. De volta ao Brasil, dirige por curto espaço de tempo a Escola Nacional de Saúde Pública (então IPCB) e tem uma breve experiência como Secretário de Saúde do Rio de Janeiro. Passa a integrar o corpo docente da Faculdade de Medicina da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), com a função de assessorar a implantação do Hospital Universitário e a Área Docente – Assistencial. Foi sócio fundador, Vice-Presidente e membro do Conselho da ABRASCO.
Colaborou ainda na criação da ABEM (Associação Brasileira de Educação Médica) e numerosas associações nacionais e na América Latina de Educação Médica. A partir de 1979 assume a Vice-Presidência de Recursos Humanos da Fundação Oswaldo Cruz e a Direção da Escola Nacional de Saúde Pública, onde permaneceu, até a sua morte, por leucemia, em 20 de abril de 1984.
(http://www.fiocruz.br/bibmang/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=504&sid=274)

Notação anterior

Pontos de acesso

Ponto de acesso - assunto

Ponto de acesso - local

Ponto de acesso - nome

Pontos de acesso de género

Área de controle da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status da descrição

Preliminar

nível de detalhamento

Integral

Datas de criação, revisão, eliminação

Junho de 2010.

Idioma(s)

Escrita(s)

Fontes utilizadas na descrição

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Entidades coletivas, pessoas ou famílias relacionadas

Géneros relacionados

Lugares relacionados