São Paulo (SP)

Taxonomia

Código

Nota(s) de escopo

  • Capital do estado de São Paulo

Fonte

Exibir nota(s)

Termos hierárquicos

São Paulo (SP)

Termos equivalentes

São Paulo (SP)

Termos associados

São Paulo (SP)

971 descrição arquivística resultados para São Paulo (SP)

971 resultado(s) diretamente relacionado(s) Excluir termos relacionados

“Ensino médio e Previdência Social”

Documento produzido por Nildo Aguiar para a 12ª Reunião Anual da Associação Brasileira de Escolas Médicas enfocando o Ensino Médico nos Hospitais da Rede Previdenciária.

A fala dos comprometidos: ONGs e AIDS no Brasil

Reúne 13 entrevistas com pessoas ligadas à organizações não governamentais destinadas à AIDS. O projeto, coordenado por Dilene Raimundo do Nascimento, buscou rastrear os caminhos percorridos por estes grupos, na medida em que a atuação junto aos soropositivos e à sociedade em geral adquiriu crescente relevância, tanto no que diz respeito à contribuição para políticas governamentais voltadas para a AIDS quanto à re-elaboração individual e coletiva da doença.

Abraão Rotberg

Entrevista realizada por Laurinda Rosa Maciel e Maria Leide W. de Oliveira, na residência do depoente, em São Paulo (SP), no dia 03 de maio de 2002.
Sumário
Fita 1 – Lado A
O início dos estudos no Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro; a origem romena de sua família e a profissão dos pais, que eram comerciantes; o ingresso na Faculdade de Medicina, em 1928, na USP; a defesa da tese de doutoramento, exigida na época, cujo tema foi a Reação de Mitsuda, em 1934; o interesse pela área da Dermatologia; o estágio no Serviço de Profilaxia da Lepra, no Sanatório Padre Bento, em 1933, no sexto ano da faculdade; lembranças dos colegas e destaque para Luiz Marino Bechelli; o curso de dermatologia no Skin Cancer Hospital, em Nova York (EUA), em 1939; o trabalho na Inspetoria de Profilaxia da Lepra, em São Paulo, que consistia em fazer busca ativa aos doentes, diagnosticá-los e encaminhá-los para a internação compulsória; a criação da Fundação Paulista contra a Hanseníase; comentários sobre o isolamento compulsório e o uso do óleo de chaulmoogra; o início do tratamento com a Sulfona, em 1948; sobre um dos trabalhos escritos em coautoria com Luiz Marino Bechelli; considerações sobre a ineficácia do óleo de chaulmoogra.

Fita 1 – Lado B
Comentários sobre o implante de cabelo, sugerido por um paciente de hanseníase para amenizar a aparência dos doentes de lepra que apresentavam madarose (perda dos pelos das sobrancelhas); o trabalho na Inspetoria de Profilaxia da Lepra e relato sobre seu diretor, Francisco Salles Gomes Junior, defensor e adepto do isolamento compulsório; o fim dessa prática no Brasil; menção à Campanha Nacional contra a Lepra (CNCL), em 1956; observações sobre a insistência do estado de São Paulo em continuar com a política de isolamento compulsório; a entrada para a Escola Paulista de Medicina, em 1959; o convite feito por Walter Sidney Pereira Lezer, secretário estadual de Saúde em 1967, para assumir a direção do DPL e o término da política de isolamento compulsório em São Paulo; a mudança do nome da doença de ‘lepra’ para ‘hanseníase’, a opinião dos doentes sobre o novo nome e comentários sobre a petição internacional de mudança do nome no International Leprosy Congress, em Bergen, 1974; a criação das revistas Hansenologia Internationalis, Hanseníase, Resumo de Notícias e sobre o neologismo ‘hanseníase’; sobre as leis que aprovaram a mudança do nome da doença.

Fita 2 – Lado A
Sobre a baixa adesão do termo hanseníase pelas camadas populares, que reconhecem a terminologia ‘lepra’; os plágios realizados de sua pesquisa sobre o Fator N de Rotberg; as atribuições e o trabalho realizado no DPL e a suspensão da obrigatoriedade de isolamento dos pacientes com lepra; o uso dos serviços do Lions Club e do Rotary Club para a realização do trabalho de Educação
Sanitária que informava a população sobre as mudanças que estavam sendo implantadas na saúde; a desativação dos leprosários que se tornaram hospitais gerais, com outras especialidades, ou institutos de pesquisas, entre 1967 e 1969; a mudança na medicação utilizada que passou a ser química com a introdução das Sulfonas e o aumento na procura pelo novo medicamento; explicações sobre as condições para o paciente obter a alta e como esta era concedida pelas Comissões de Alta; a necessidade de apresentar, em média, 12 exames negativos no decorrer do ano.

Fita 2 – Lado B
Continuação dos comentários sobre as Comissões de Alta; explicações sobre os diferentes tipos de hanseníase e as principais formas de contágio; a eficácia da Sulfona, que possibilitou o fim do isolamento compulsório; o VII Congresso Internacional de Lepra, em 1958, em Tóquio, e o debate sobre a abolição dessa prática como tratamento; a resistência ao fim do isolamento compulsório
em São Paulo e o posicionamento dos anti-isolacionistas, que se concentravam na Faculdade de Saúde Pública; o trabalho da deputada estadual Conceição da Costa Neves, de São Paulo, e seu discurso contrário ao isolamento; esclarecimentos sobre sua trajetória profissional e o trabalho concomitante de professor na Faculdade Paulista de Medicina, entre 1959 a 1972, e na direção do Departamento de Profilaxia da Hanseníase.

Fita 3 – Lado A
Comentários sobre a campanha contra o nome ‘lepra’ que realizou entre os alunos de graduação, e o apoio recebido por estes; sobre o ensino de dermatologia durante sua graduação na USP, em 1928, e as aulas do professor João de Aguiar Pupo; considerações sobre a rivalidade que existia entre os anti-isolacionistas e os que eram a favor dessa prática; o funcionamento dos preventórios e o cotidiano dos leprosários; as creches para crianças nascidas dentro dos leprosários e a inviabilidade encontrada nesse serviço; as atividades oferecidas nos leprosários, como as oficinas de trabalho, com o objetivo de dar uma ocupação aos internos; a condenação da Igreja ao uso de métodos contraceptivos; a apresentação do trabalho escrito em parceria com Luiz Marino Bechelli sobre a ineficiência do óleo de chaulmoogra no X Congresso Internacional de Lepra, em Bergen, em 1973; comentários sobre o leprologista Heráclides César de Souza-Araújo e sua pesquisa sobre a lepra em diferentes países; a meta não alcançada de eliminação da hanseníase no Brasil até 2002; as três formas de combate às doenças: imunização, tratamento e eliminação do agente transmissor.

Fita 3 – Lado B
Explicações sobre a impossibilidade de imunização da lepra em razão do Fator N de Rotberg em comparação com outras doenças nas quais se pode combater o agente transmissor; a importância do tratamento ao doente para impedir o surgimento de novos casos, e as dificuldades encontradas no longo tratamento, que induzem ao abandono; o trabalho censitário de Wandick Del Fávero, na cidade de Candeias, Minas Gerais, e o trabalho atual de Leontina Margarido, no Norte, sobre os elevados índices de novos casos de hanseníase; relato sobre a persistência do estigma da lepra, que inibe o doente em buscar tratamento, mesmo após a mudança de sua denominação para hanseníase.

Fita 4 – Lado A
Comentários sobre a implantação da poliquimioterapia e o longo período de tratamento, que leva ao desinteresse da população; a diminuição do estigma da doença a partir da mudança para o nome ‘hanseníase’; considerações sobre a cura da hanseníase; observações sobre congressos de dermatologia, atualmente financiados pela indústria farmacêutica, e lembranças de como eram os congressos de que participava; seu trabalho no consultório particular de dermatologia, que funcionava desde 1940; observações sobre a diferença no tratamento entre ricos e pobres.

Fita 4 – Lado B
Comentários sobre a hesitação em aceitar a possibilidade do fim do isolamento compulsório; explicações sobre o posicionamento conservador a favor dos asilos, embora soubesse da ineficácia da internação como tratamento; sobre os diagnósticos feitos pelos motoristas do Serviço de Profilaxia da Lepra e a aceitação dos médicos; comentários sobre a reação contra o isolamento e a criação do leproestigma, termo elaborado por ele, que significa o preconceito em relação à doença lepra e que persiste, mesmo após a mudança de seu nome.

Academia de Ciências do Estado de São Paulo

  • BR RJCOC JR-RI-09
  • Dossiê
  • 04/02/1975-1983
  • Parte de José Reis

Reúne estatutos, convênios, programas de eventos, planos de ações, listas de membros, cartas-circulares, cartas, ofícios, discursos, relatórios de atividades, convites, artigos científicos, anteprojetos, avisos, folhetos, propostas, regulamentos e roteiros.

Ações

  • BR RJCOC WF-VP-OF-02
  • Dossiê
  • 30/03/1963-30/09/1963
  • Parte de Wilson Fadul

Contém de ações de companhias telefônica

Anais

  • BR RJCOC MP-DP-DR-05
  • Dossiê
  • 26/04/1954 - 02/07/1970
  • Parte de Martinus Pawel

Anais

Anais

  • BR RJCOC RD-DP-LP-22
  • Dossiê
  • 02/09/1990 - 06/09/1990
  • Parte de Romualdo Dâmaso

Ângela Gadelha

  • BR RJCOC GA-VP-03.v.1
  • Dossiê
  • 1970 - 1992
  • Parte de Paulo Gadelha

Apostilas de cursos; atestado de frequência; artigo científico; publicação; estudos de casos.

Apostilas

Aquisição de equipamentos e materiais; solicitação de bolsa de mestrado; renovação de bolsa de doutoramento no exterior da pesquisadora Ana Cristina Panek, com o financiamento do Programa Nacional de Biotecnologia (PRONAB)

Participação do titular em simpósio no Japão e em debate sobre Biotecnologia e informações sobre liberação de recursos relacionados ao projeto “Seqüenciamento de DNA” (PIG III).

Artigos

  • BR RJCOC JR-DC-FO-01
  • Dossiê
  • 29/07/1947-16/05/2002
  • Parte de José Reis

Reúne textos publicados nas colunas Periscópio, Gota a Gota, No Mundo da Ciência e Bibliografia Científica. Inclui texto publicado na extinta Folha da Manhã.

Artigos

  • BR RJCOC JR-VP-RF-02
  • Dossiê
  • 12/1965-1971
  • Parte de José Reis

Rubem Cruz Swensson

Artigos Científicos

  • BR RJCOC JR-DP-IC-01
  • Dossiê
  • 1936-13/03/2002
  • Parte de José Reis

Inclui: “Reminiscencias da febre typhoide”, Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, 31(4); “Particularidades da febre amarela urbana e da silvestre no sul do Brasil”; “História da Filosofia e Filosofia da História”, Revista do Arquivo, 91; “Kant, o nominalismo medieval e a educação científica moderna”, Boletim Bibliográfica, 8; “O inconsciente e a auto-fiscalização do cientista”, Revista do Arquivo, 130; “Vantagens e perigos das tentativas de unificação das ciências”, Revista do Arquivo, 133; “Toxoplasmose: generalidades e métodos de diagnóstico”, Revista Paulista de Medicina, 37(5); “Considérations sur 23 cas de choriorétinite chez des sujets adultes porteurs d’anticorps toxoplasmiques”, Bullentins et Mémoires de la Société Française d’Ophtalmogie; “Treatment of meningitis by intracisternal injection of Chloramphenicol”, The Journal of the American Medical Association; “O uso do cloranfenicol (Cloromicetina), por via endovenosa, no pós-operatório da cirurgia gastro-intestinal”, Revista do Hospital de Clínicas; “Técnica de Documentação na Organização da Literatura Científica”, Ciência e Cultura, 5(4); “Sôbre o ensino e a natureza esquemática da Genética. O ‘Quadrado dos Grupos Sanguíneos’”, Anhembi; “Sobre o sexo genético nas pacientes com Síndrome de Turner”, Revista da Associação Médica Brasileira, 1(2); “Notes and comments. South American lan mammals and their lice”, Evolution, 9(3); “Animação do concepto”, Arquivos das Hospitais da Santa Casa de São Paulo, 2(2); “Genética, Bioquímica e o cão dálmata”, Veterinária, 11(1); “Isolamento e identificação do vírus da bronquite infecciosa das galinhas no Brasil”, Arquivos da Escola Superior de Veterinária da UREMG, 10; “Notas sôbre o problema do môfo nos livros”; “Intoxicações pelos modernos inseticidas”, Revista Paulista de Medicina, 55(5); “Demências, genética e meio”, Jornal Brasileiro de Psiquiatria; “Pesquisa leprológica em São Paulo”, Revista Brasileira de Leprologia, 26(3/4); “Efeito da exclusão dos insetos polinizadores na produção do café bourbon”, Bragantia, 18(29); “A hibridização vegetativa em animais”, Anhembi, 43; “Longevidade e herança”, Jornal Brasileiro de Medicina, 2(11); “Intoxicações acidentais humanas por inseticidas”, Instituto Biológico, 112; “Vida e obra do naturalista João Paiva de Carvalho”; “Bradicinina”, Acta Physiologica Latino Americana, 12(1); “Prefixos empregados em Química, não dervados de radicais químicos”, Publicações Farmacêuticas, 79; “As condições de sanidade nas relações entre o funcionário e o Estado”, Revista da Faculdade de Direito, 57; “O boto gigante em face da investigação científica”, Revista Verbum, 20(4); “Um grande naturalista cearense: Francisco Dias da Rocha”; “Estudos sôbre a maconha nacional (Cannabis sativa L.)”, Anais da Academia Brasileira de Ciências, 36(4); “As relações do empregador com a segurança social por ocasião dos acidentes do trabalho e das doenças profissionais”, Revista da Faculdade de Direito; “Carta da Vegetação e Planejamento”; “Experiments on ‘vegetative hybridization’ in birds”, The World’s Poultry Science Journal, 18(3); “Heat production of tropical snakes in relation to body weight and body surface”, The American Journal of Physiology, 209(3); “Effect of body temperature on energy metabolism and heart rate of dogs after CNS destruction”, The American Journal of Physiology, 210(6); “Bibliography on Bradykin”; “Intermediate nephroin nephrosis experimentally induced in the dog with crotalic venom. Anatomopathological study”; “Bioquímica e quimioterapia da esquistossomose”; “Some aspects of the evolution of social bees (Apidae)”, Evolutionary biology, 3; “Bio-bibliografia do Dr. Pedro de Azevedo”, Boletim Téc. DNOCS, 30(1); “Crenoterapia em Dermataologia”, Revista Brasileira de Medicina, 29(6); “O futuro balneário de Águas da Prata”, Revista Brasileira de Medicina, 29(9); “Manguinhos – Reminiscências”, Ciência e Cultura, 24(12); “Historical notes on inheritance of sickle cell anemia”, The American Journal of Human Genetics, 25(4); “Três lustros de ensino do direito: um depoimento”, Ciência e Cultura, 25(8); “Eltrossono”, Revista Brasileira de Clínica e Terapêutica, 2(8); “Induction (Transfer) of na Operant Behaviour by Injection of Brain Extract”, Psychopharmacologia, 33; “Electrets in Biomaterials and in Biophysics”; “Recommendation on the status of scientific researches”; “Metodologia Cietífica”; “Studi psicosomatici delle depressioni neurotiche e psicotiche: risultati della psicoterapia analitica di gruppo”; “A ilha de calor da cidade: fatores e atributos”, Revista do Museu Paulista, 22; “Complexidades nomenclaturas em Biologia. Gênero de nomes genéricos terminados em-ops z. n. (s) 1572” Memórias do Instituto Butantan, 39; “Cem anos de Química no Brasil”, Revista de História, 63; “Sobre o ensino da História das Ciências”, Revista de História, 103; “Algumas reflexões sobre a historiografia contemporânea da ciência”, Revista de História, 103; “El hedonismo libertario de Santiago Ramon y Cajal”, Acta Cientifica Venezolana, 27; “Egas Moniz, sábio e escritor”, Revista da Academia Paulista de Letras, 86, “Estudo biogeográfico de líquens como vegetais indicadores de poluição aérea da cidade de Campinas-SP”, Geografia, 2(4); “A primeira titular das Arcadas”, “Participação em lucros e o Programa de Integração Social”, Revista da Faculdade de Direito, 72(1); “Dos cargos de confiança no Direito do Trabalho”; “Sobre o modelo lógico do desenvolvimento cientifico”, “Na example of a relativistic ‘Red-Shift’ Phenomenon – the Hydrogen Line-Spectrum”, Speculations in Science and Technology, 2(5); “Genetic investigations in a Northern Brazilian Island”; Human Heredity, 28; “Como nascem as idéias”, Revista Assobrav; “Auxílio-inatividade: dúvida na aplicação da lei que o criou”, Revista da Previdência Social (3(10); “A reforma da previdência social”, “A pessoa excepcional e a legislação brasileira”, Revista de Direito do Trabalho, 13; “Comentários à nova Lei de Acidentes do Trabalho”, SOS – Saúde Ocupacional e Segurança, 14(1); “The Unletered University”; “Tratamento funcional da dor”, Jornal Brasileiro de Medicina; “Impotência sexual (Síndrome de insuficiência sexual masculina – SISM). Fisiologia, diagnóstico e tratamento”, Ars Cvrandi; “Psychoanalytical Studies on the Causes of Intoxication by Marijuana”, The International Journal od the Addictions, 14(5); “Fluoração artificial da água dos sistemas públicos de abastecimentos: da necessidade” Quintessência, 7(5); “A carie dos dentes: o que é; o que causa”; “Research and development, productivity and inflation”; “Heinrich Rheinboldt (1891-1955)”, Ciência e Cultura, 32(11); “A explosão demográfica. As possibilidades da terra e do homem, a pobreza e a miséria”; “Aarão Reis – O engenheiro, o professor, o urbanista, o fundador de Belo Horizonte”, Anais da V Reunião de Positivistas; “Olivério Mário de Oliveira Pinto (1896-1981)”, Archives Internationales d’Histoire des Sciences; “Departamento de Fisiologia Geral”, Boletim Fiosiol. Animail, 9; “Parkinsonismo e demência”, Revista da Associação Médica Brasil, 33(1/2); “Crodowaldo Pavan”, Ciência e cultura, 42(9); “A segurança do voto na urna eletrônica brasileira”; “Professor Rocha e Silva. Resumo biográfico e vida científica, 1910-1983”, Revista Medicina; “O pai da genética”.

Resultados 1 a 30 de 971