Visualização de impressão Fechar

Mostrando 8 resultados

descrição arquivística
Carlos Ribeiro Justiniano Chagas Doença de Chagas
Visualização de impressão Ver:

1 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

Recortes de Jornais

"Engenheiro da Central colaborou na descoberta de Carlos Chagas". O Globo, 27 jul. 1959.
"Morreu o engenheiro que sugeriu a Carlos Chagas o estudo do barbeiro". 6 set. 1959.

Pesquisador do Instituto Oswaldo Cruz

  • BR RJCOC HL-DP-RA-04
  • Dossiê
  • 30/07/1941 - 06/06/1969
  • Parte de Herman Lent

Reúne: Cartas; Telegramas; Informativos; Programas de Cursos; Programas de Eventos; Fotografias e Desenhos.

Chagas do Brasil

Traça um roteiro da doença de Chagas e seus condicionantes no Brasil desde os primeiros anos do século XX. Adotando um viés histórico, com contribuição de pesquisas recentemente desenvolvidas, foi elaborado para exibição em rede de televisão. Sua linguagem simples e direta inclui depoimentos de pessoas que conviveram com Chagas, sanitaristas, pesquisadores, técnicos, curandeiras, políticos, agricultores atingidos pelo barbeiro, populares e chagásicos, formando um mosaico de vivências. São registrados aspectos de Oliveira (MG), cidade natal de Carlos Chagas, onde na época um foco de barbeiros assustou a população; de Bambuí (MG), local que Emanuel Dias construiu um centro de profilaxia e pesquisa, e de Lassance (MG) onde Carlos Chagas descobriu a moléstia.

Caderno de Jornal

"Um engenheiro na história da moléstia de Chagas". Singra, n. 110. Correio da Manhã, 1954.