Item 11 - Salvatore Giovanni de Simone

Área de identificação

Código de referência

BR RJCOC 05-05-02-12-11

Título

Salvatore Giovanni de Simone

Data(s)

  • 11/12/1996 (Produção)

nível de descrição

Item

Dimensão e suporte

Documentos sonoros: 4 fitas cassete e 4 CDs (3h11min; cópia digital)

Área de contextualização

Nome do produtor

História arquivística

Procedência

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Entrevista realizada por Wanda Hamilton, Simone Kropf e Nara Azevedo, no Rio de Janeiro (RJ), no dia 11 de dezembro de 1996.

Sumário

Fita 1
Origem familiar; a vinda para o Brasil ainda quando criança; a participação de seu pai na Segunda Guerra Mundial; considerações sobre sua vinda para o Brasil aos dois anos de idade; a opção em fazer biologia e a formação de seus três irmãos; considerações sobre a imigração italiana para o Brasil; o trabalho de seu pai na construção civil; a decisão em deixar o curso de medicina após a morte de sua mãe; as aulas que lecionava na Universidade Gama Filho; o desejo em estudar bioquímica; comentários sobre as dificuldades que enfrentou durante o ginásio estudando em escolas públicas; a aprovação para o vestibular da UERJ em ciências biológicas; o convite de Hugo de Castro de Faria para trabalhar no Hospital do Câncer como bolsista de iniciação científica; o mestrado na Universidade Federal do Rio de Janeiro em bioquímica; breve comentário sobre a procura de estágio em bioquímica em Manguinhos; a decisão em cursar medicina para complementar o curso de bioquímica; a entrada para o doutorado no Instituto de Química da UFRJ; a saída do Instituto de Química da UFRJ e a vinda para Manguinhos para concluir o doutorado; o contato com Bernardo; a nova linha de trabalho em Trypanosoma Cruzi; os departamentos do IOC que trabalhavam com Tyipanosoma Cruzi; breve comentário sobre a publicação de seus primeiros trabalhos junto com pesquisadores do Departamento de Imunologia do IOC; a preocupação em ampliar seu campo de conhecimento em bioquímica; seu pós-docutoramento; a decisão em estudar malária; comentário sobre sua entrada para Universidade Federal Fluminense no Departamento de Bioquímica; o primeiro contato com Samuel Goldenberg e o convite para trabalhar em seu laboratório; a entrada para a Fiocruz com bolsa de pesquisador visitante.

Fita 2
A decisão em mudar sua pesquisa de malária para doença de Chagas; considerações sobre o financiamento de seus projetos de pesquisa; descrição dos grupos que trabalhavam com química de proteínas no período que estava desenvolvendo sua pesquisa; a criação de seu laboratório apoiado por Carlos Morel; o contato com European Molecular Biology Laboratory (EMBL) na Alemanha e o aprendizado em sequenciamento e purificação de proteínas; descrição da instalação do seqüenciador de proteínas em seu laboratório; considerações sobre o uso da aparelhagem de seu laboratório; opinião acerca do contrato de gestão na Fiocruz; considerações sobre a organização da pesquisa e a prestação de serviços em institutos europeus e americanos; considerações sobre as dificuldades de conciliar a lógica acadêmica da pesquisa com a legislação de patentes; o projeto para teste e substituição de drogas para Aids; a questão das patentes e do trabalho de pesquisa acadêmico; comentários sobre sua pesquisa em T. cruzi, Leishmania e HIV.

Fita 3
Continuação dos comentários sobre a pesquisa desenvolvida em T. cruzi e Leishmania; comentário sobre o tempo médio em que leva para desenvolver uma pesquisa; novas perspectivas para o desenvolvimento de pesquisas em nível de mercado; retrospectiva sobre o surgimento do seu laboratório em 1993; comentários sobre o vínculo institucional com a Fiocruz; os vínculos do seu laboratório com Bio-Manguinhos; comentários sobre os grupos de pesquisa em biotecnologia na Fiocruz; visões pessoais sobre a biotecnologia dentro da Fiocruz; panorama dos grupos que trabalham com biotecnologia na Fiocruz; comentários sobre as pesquisas em imunobiologia; a relação entre biotecnologia e pesquisa básica e aplicada; opiniões sobre os temas de pesquisa que poderiam estar sendo desenvolvidos na Fiocruz; a política científica dentro da Fiocruz; o financiamento de pesquisas na Fiocruz; as perspectivas no campo da Biologia molecular.

Fita 4
Comentários sobre o patenteamento de produtos e processos; comentários sobre o contrato de gestão na Fiocruz.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Sem restrição

Condiçoes de reprodução

Sem restrição

Idioma do material

Forma de escrita do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de pesquisa

Inventário

Área de fontes relacionadas

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Área de notas

Nota

Não possui resenha biográfica. O lado B da fita 4 não foi gravado.

Notação anterior

Pontos de acesso

Ponto de acesso - assunto

Ponto de acesso - local

Ponto de acesso - nome

Pontos de acesso de género

Área de controle da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status da descrição

nível de detalhamento

Datas de criação, revisão, eliminação

Fontes utilizadas na descrição

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Entidades coletivas, pessoas ou famílias relacionadas

Géneros relacionados

Lugares relacionados