Rubem David Azulay

Área de identificação

tipo de entidade

Pessoa

Forma autorizada do nome

Rubem David Azulay

Forma(s) paralela(s) de nome

Formas normalizadas do nome de acordo com outras regras

Outra(s) forma(s) de nome

identificadores para entidades coletivas

área de descrição

Datas de existência

1917-2013

Histórico

Nasceu em 9 de junho de 1917, em Belém (PA). Como o estado possuía um dos maiores índices de casos de hanseníase no Brasil, desde a juventude já se interessava pelo tema. Admirado por História Natural das espécies e da evolução humana, decidiu ingressar no curso de Medicina. Iniciou a graduação em 1935, na Faculdade de Medicina e Cirurgia do Pará. Em 1938 transferiu-se para a Faculdade Fluminense de Medicina, em Niterói, Rio de Janeiro; ali teve início sua atividade profissional com a dermatologia, pois passou a estagiar no ambulatório da Policlínica de Niterói. Entre 1940 e 1941 fez o curso de aplicação do IOC. De 1945 a 1946, ganhou uma bolsa de estudos da Leonard Wood Memorial e da OMS. Em 1953, ganhou outra bolsa da OMS para fiscalizar o ensino de dermatologia em diversos países da Europa, como França, Países Baixos, Alemanha e Itália. Em 1954, passou no concurso para Professor Titular da Universidade Federal do Pará (UFPA). No ano seguinte, foi aprovado para a UFF, onde exerceu os cargos de professor interino, assistente voluntário, assistente real, livre-docente, professor titular e diretor. Também foi Professor Titular na Faculdade de Ciências Médicas do Rio de Janeiro, de 1970 a 1977, e na UFRJ, entre 1977 e 1990. Instituiu os primeiros cursos de pós-graduação em dermatologia no Brasil, nas principais Universidades do Rio de Janeiro: UERJ, UFRJ e UFF. Além disso, presidiu as mais importantes associações médicas voltadas para a área da dermatologia, como por exemplo, a Sociedade Brasileira de Dermatologia. Foi um dos fundadores da Associação Brasileira de Leprologia, do Colégio Ibero-Latino, da Reunião Anual dos Dermatólogos Latino-Americano (Radla) e da International Society of Dermatology. Trabalhou no Instituto de Leprologia (IL), do Serviço Nacional de Lepra (SNL), e foi chefe da Turma de Anatomia Patológica. Nesse Instituto teve a oportunidade de realizar inúmeras pesquisas em hanseníase, e uma das mais importantes foi verificar a ação do BCG na profilaxia da doença. Trabalhou com as crianças internas nos preventórios e as dividiu em dois grandes grupos, dando a apenas um deles a vacina BCG oral; as crianças que não ingeriram a vacina tornavam-se mitsuda-positivos. Com base nesse experimento, apresentou um trabalho em 1938 no V Congresso Internacional de Lepra, realizado em Cuba, onde pela primeira vez foi proposta da utilização da BCG na profilaxia da doença. Em 1962, ocupando o lugar de presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia e para comemorar os 50 anos de sua criação, promoveu uma reestruturação no sentido de torná-la mais nacional; assim, foram criadas as Seções Estaduais, além dos cursos de pré-congresso na Reunião Anual de Dermatologia. Em 1970, tornou-se membro da Academia Nacional de Medicina, foi eleito presidente em 1995 e permaneceu no cargo até 1997. Durante sua longa trajetória profissional recebeu inúmeros prêmios e títulos, como o de Cidadão do Estado da Guanabara, em 1973, e o prêmio de Médico do Ano em 1999, concedido pela Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro. Foi um dos primeiros dermatologistas a autorizar a internação de casos de hanseníase em enfermarias de Dermatologia nos hospitais universitários do Brasil. Deu imensa contribuição à medicina com seus trabalhos sobre a hanseníase, mas também em leishmaniose e micoses; é autor de centenas de trabalhos, um Compêndio de Dermatologia, e seis teses médicas. Após sua aposentadoria compulsória, passou a atuar unicamente nas faculdades particulares do Rio de Janeiro, como Gama Filho, Souza Marques e Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Foi chefe do Instituto de Dermatologia da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro. Faleceu no Rio de Janeiro, em agosto de 2013.

Locais

Estado Legal

Funções, ocupações e atividades

Membro da Academia Nacional de Medicina, 1969-2013

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

Contexto geral

Área de relacionamento

Área de ponto de acesso

Ponto de acesso - assunto

Ponto de acesso - local

Ocupações

Área de controle da descrição

Identificador de autoridade arquivística de documentos

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

ISAAR(CPF): norma internacional de registro de autoridade arquivística para entidades coletivas, pessoas e famílias.

Status da descrição

nível de detalhamento

Datas das descrições (criação, revisão e remoção)

Idioma(s)

Escrita(s)

Fontes utilizadas na descrição

Academia Nacional de Medicina. Membros. Disponível em http://www.anm.org.br/conteudo_view.asp?id=1412&descricao=. Acessado em maio de 2020.

Notas de manutenção