Pavilhão Lauro Travassos

Taxonomia

Código

Nota(s) de escopo

  • A edificação foi construída na década de 1930 após um período sem construções em Manguinhos e constitui uma das primeiras elaboradas no âmbito do Ministério de Educação e Saúde Pública, não tendo, portanto, a autoria do arquiteto Luiz Moraes Jr. Suas instalações originais iniciadas em 1937, com apenas um pavimento, sofreram inúmeros acréscimos ao longo dos anos para poder servir de biotério. Após a construção do Biotério Central (atual Cecal), esse pavilhão passou a ser identificado como Biotério Velho ou Antigo Biotério, até ser contemplado com o nome atual de Pavilhão Lauro Travassos.

Fonte

  • Fundação Oswaldo Cruz. Casa de Oswaldo Cruz. Construções, registros e intervenções: inventário do acervo de documentos cartográficos do Fundo Presidência da Fiocruz, Seção Dirac. Rio de Janeiro: Fiocruz/COC, 2011.

Exibir nota(s)

Termos hierárquicos

Pavilhão Lauro Travassos

Termos equivalentes

Pavilhão Lauro Travassos

  • Use para Biotério Velho
  • Use para Antigo Biotério

Termos associados

Pavilhão Lauro Travassos

4 Resultado(s) para Pavilhão Lauro Travassos

4 resultado(s) diretamente relacionado(s) Excluir termos relacionados

Arquitetura

  • BR RJCOC 01-30-05-11-01
  • Dossiê
  • 1994 - 1995
  • Parte de Presidência

Estrutura

  • BR RJCOC 01-30-05-11-02
  • Dossiê
  • 1994
  • Parte de Presidência