Pavilhão Henrique Aragão

Taxonomia

Código

Nota(s) de escopo

  • A edificação foi projetada em 1955 pelo arquiteto Roberto Nadalutti, da Divisão de Engenharia do Serviço Especial de Saúde Pública, com financiamento do Instituto de Assuntos Interamericanos (IAIA), e inaugurada em 1960. O projeto original previa dois blocos e sua localização no bairro de Vila Isabel. A transferência para o campus de Manguinhos, articulada pelo então diretor do Instituto Oswaldo Cruz, Francisco da Silva Laranja Filho, não permitiu que se construísse o pavilhão anexo, de apoio ao bloco principal. Tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural do Estado do Rio de Janeiro (Inepac), faz parte do conjunto modernista do Núcleo Arquitetônico Histórico de Manguinhos (NAHM). É também conhecido como SNFA, Pavilhão da Febre Amarela e Laboratório de Febre Amarela.

Fonte

  • Fundação Oswaldo Cruz. Casa de Oswaldo Cruz. Construções, registros e intervenções: inventário do acervo de documentos cartográficos do Fundo Presidência da Fiocruz, Seção Dirac. Rio de Janeiro: Fiocruz/COC, 2011.

Exibir nota(s)

Termos hierárquicos

Pavilhão Henrique Aragão

Termos equivalentes

Pavilhão Henrique Aragão

  • Use para Pavilhão da Febre Amarela
  • Use para Laboratório de Febre Amarela
  • Use para LAFA

Termos associados

Pavilhão Henrique Aragão

15 Resultado(s) para Pavilhão Henrique Aragão

15 resultado(s) diretamente relacionado(s) Excluir termos relacionados

Arquitetura

  • BR RJCOC 01-30-05-12-01
  • Dossiê
  • 1953 - 1955
  • Parte de Presidência

Estrutura

  • BR RJCOC 01-30-05-12-02
  • Dossiê
  • 1953 - 1957
  • Parte de Presidência