Martinus Pawel

Área de identificação

Tipo de entidade

Pessoa

Forma autorizada do nome

Martinus Pawel

Forma(s) paralela(s) de nome

Formas normalizadas do nome de acordo com outras regras

Outra(s) forma(s) do nome

identificadores para entidades coletivas

Área de descrição

Datas de existência

1911-1986

História

Nasceu em 10 de novembro de 1911, em Roma, filho de Leo Pawel e Luiza Comercio Pawel. Formou-se em 1935 pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com a dissertação "Sobre o cálculo matemático de propagação das moléstias infecto-contagiosas crônicas". Em 1937 fez curso de pós-graduação em Berlim, no qual desenvolveu estudos sobre doenças da nutrição e também sobre administração de serviços de saúde, especialmente no que se refere à área de seguro social. Retornou ao Brasil em 1938 e fixou-se como especialista em patologia clínica e em doenças da nutrição, tendo sido assistente de Walter Haberferld até 1946. Foi aprovado em concurso para o Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Comerciários (IAPC), em 1945, como patologista clínico, dando início à carreira na previdência social brasileira. Foi professor da Faculdade de Higiene da USP. Além disso, ocupou o posto de redator-geral da revista técnica Hospital de Hoje, entre 1958 e 1966. Em 1960 foi convidado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para assumir o cargo de conselheiro de Planejamento e Avaliação de Serviços de Saúde junto aos países subdesenvolvidos, onde organizou a coleta de dados estatísticos para avaliação do desempenho dos serviços médicos de Gana. Em 1963 foi promovido a conselheiro regional para a África e transferido para o Congo. Dentre as atividades realizadas nessa função, visitou países do continente, orientando as políticas de saúde pública, representou a direção regional da OMS em conclaves interafricanos para questões de saúde e participou da Comissão Central para Classificação de Doenças. Voltou ao Brasil em 1964 e reassumiu suas funções no IAPC. Nessa ocasião, organizou e dirigiu o Serviço de Saúde Comunitária do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual, de São Paulo. No ano seguinte passou a lecionar na Faculdade de Saúde Pública da USP como professor convidado, e aí permaneceu até 1967. Nesse mesmo ano participou tanto dos estudos preliminares para a criação do Instituto Nacional de Previdência Social (INPS), quanto na sua implantação em São Paulo, como assessor-técnico do superintendente da regional paulista. Foi também, no INPS, diretor de Recursos Contratados e assessor-técnico de gabinete da Coordenação de Assistência Médica, entre 1967- 1970 e 1975-1979. De 1976 a 1981 presidiu a Comissão Regional de Medicina Comunitária do INPS, mais tarde Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social. Em 1972 aceitou convite para lecionar na Escola Superior de Saúde Pública de Toronto, Canadá, e em 1975 o mesmo fato se repetiu, desta vez em Gotemburgo, Suécia, na Escola Superior de Saúde Pública da Escandinávia. Dedicou-se ainda aos problemas relativos à assistência médica para os doentes de câncer, quando foi presidente da Comissão Regional de Oncologia da Subsecretaria de Assistência Médica do INPS, em São Paulo, entre 1976 e 1979. Morreu em 10 de janeiro de 1986.

Locais

Status legal

Funções, ocupações e atividades

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

Contexto geral

Área de relacionamento

Área de controle da descrição

Identificador do registro de autoridade

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

ISAAR(CPF): norma internacional de registro de autoridade arquivística para entidades coletivas, pessoas e famílias.

Status da descrição

nível de detalhamento

Datas das descrições (criação, revisão e remoção)

Idioma(s)

Escrita(s)

Fontes utilizadas na descrição

Notas de manutenção