José Jurberg

Área de identificação

Tipo de entidade

Pessoa

Forma autorizada do nome

José Jurberg

Forma(s) paralela(s) de nome

Formas normalizadas do nome de acordo com outras regras

Outra(s) forma(s) do nome

identificadores para entidades coletivas

Área de descrição

Datas de existência

1937-

História

Nasceu em 15 de janeiro de 1937, no Rio de Janeiro. Apesar de ter prestado o seu primeiro vestibular para medicina, descobriu sua vocação pelo curso de farmácia, que realizou entre 1957 e 1960 na Faculdade de Farmácia e Odontologia do Estado do Rio de Janeiro, atual Universidade Federal Fluminense. Em 1961 matriculou-se no Curso de Especialização em Entomologia, do Instituto Oswaldo Cruz (IOC), o qual teve grande importância em sua trajetória profissional. Neste mesmo ano, passou a estagiar na Seção de Entomologia do IOC sob a orientação de Herman Lent, destacando-se por sua habilidade com o desenho. No mesmo período, incentivado por Hugo de Souza Lopes, passou a atuar em trabalhos de campo. Em 1963 publicou nas Memórias do Instituto Oswaldo Cruz seu primeiro trabalho científico, intitulado “Contribuição para o estudo da morfologia do Myrmeleon januarius (Navas, 1916) (Neuroptera, Myrmeleonidae)”. Ainda em 1961 ingressou na área de ensino como assistente estagiário de José Messias do Carmo, na cadeira de higiene e legislação farmacêutica da faculdade em que se formou, sendo contratado em 1963 como professor. A sua afinidade com a área acadêmica proporcionou-lhe o convite, mas tarde, para atuar como membro do Grupo Executivo do Curso de Mestrado em Parasitologia Médica, na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Com a suspensão dos direitos políticos e a aposentadoria compulsória de dez pesquisadores em 1970, episódio denominado “Massacre de Manguinhos”, tornou-se responsável pela Seção de Entomologia do IOC e um defensor da manutenção da Coleção Entomológica. Além disso, foi um dos que se empenhou pelo reingresso dos pesquisadores à instituição, fato ocorrido em 1986 durante a gestão de Sérgio Arouca na Fiocruz. A convite de Vinícius da Fonseca, passou a coordenar o Projeto dos Programas Prioritários de Pesquisa da Fiocruz, Programa de Doença de Chagas, em 1976. Sempre em busca de aperfeiçoamento profissional, fez o Curso de Atualização sobre Doença de Chagas, patrocinado pelo Instituto Fernandes Figueira, em 1978. Também nessa data foi mestre em ciências biológicas pelo Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, quando apresentou a dissertação “Contribuição ao estudo comparativo da genitália externa em subfamílias de Reduviidae (Hemiptera, Heteroptera)”. Em 1988 foi convidado pelo Ministério da Saúde para implantar o Laboratório Nacional e Internacional de Referência em Taxonomia de Triatomíneos (LNIRTT) no Departamento de Entomologia do IOC, com auxílio do BIRD, em convênio com a Fundação Nacional de Saúde. A partir da experiência do estágio realizado no The Natural Museum, em Londres, desenvolveu um projeto sobre morfologia e taxonomia de triatomíneos em 1992, por meio do convênio CNPq/British Council/Fiocruz. No ano de 1996 obteve o título de doutor em ciências pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro com a tese “A taxonomia dos triatomíneos baseada nas estruturas fálicas (Hemiptera, Reduviidae)”. De 1991 a 1997 atuou como chefe do Departamento de Entomologia do IOC. Aposentou-se em 2006, mas permaneceu como chefe do LNIRTT e responsável pela Coleção de Triatomíneos do IOC.

Locais

Status legal

Funções, ocupações e atividades

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

Contexto geral

Área de relacionamento

Área de controle da descrição

Identificador do registro de autoridade

JJ

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

ISAAR CPF

Status da descrição

Nível de detalhamento

Datas das descrições (criação, revisão e remoção)

Idioma(s)

Escrita(s)

Fontes utilizadas na descrição

Notas de manutenção