Visualização de impressão Fechar

Mostrando 2 resultados

descrição arquivística
Rio de Janeiro (RJ) Série
Visualização de impressão Ver:

Justus Schottelius

O documento refere-se ao convênio de cooperação técnica firmado entre a República Federal da Alemanha e o Brasil, por meio do Instituto de Medicina Tropical Bernhard Nocht e do Instituto Oswaldo Cruz, visando a instalação de um centro de microscopia eletrônica na instituição brasileira, bem como a capacitação dos pesquisadores e técnicos na área.
O acordo foi firmado pelo presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Vinicius da Fonseca, e pelo diretor do Instituto Bernhard Nocht, Hans-Harald Schumacher, em 21 de março de 1976, com início em outubro das obras para abrigar a estrutura do centro. Em 18 de fevereiro de 1977, foi ratificado o contrato no âmbito do Convênio de Cooperação Técnico-Científica entre os dois países. Em meados do mesmo ano foram realizados os primeiros testes do equipamento, dando início aos treinamentos e trabalhos de pesquisas da equipe brasileira. A inauguração oficial foi realizada em 2 de dezembro com a presença do presidente Ernesto Geisel, o ministro da Saúde, Paulo de Almeida Machado, o presidente da Fiocruz, Vinicius da Fonseca, do embaixador da República Federal da Alemanha, Jörg Kastl, e do chefe da Missão Científica Alemã, Heinz Mühlpfordt.
Além das fotografias que documentam o processo de transporte e montagem dos equipamentos, treinamento da equipe e inauguração oficial do centro de microscopia, foi anexado ao álbum o artigo “Cooperação técnico-científica entre o Brasil e a República Federal da Alemanha”, de autoria de Guilardo Martins Alves, presidente da Fiocruz, publicado em Cadernos Germano-Brasileiros, n. 3, 1983.

Justus Schottelius

Recortes de Jornais

Recortes de jornais relativos a vida profissional do titular; integralismo, saneamento e profilaxia rural.