Fundo 07 - Instituto Fernandes Figueira

Área de identificação

Código de referência

BR RJCOC 07

Título

Instituto Fernandes Figueira

Data(s)

  • 1940-2005 (Produção)

nível de descrição

Fundo

Dimensão e suporte

Documentos textuais: 24 m

Área de contextualização

Nome do produtor

(1924-)

História administrativa

As origens do Instituto Fernandes Figueira remontam à década de 1920, quando o pediatra Antonio Fernandes Figueira assumiu a Inspetoria de Higiene Infantil. Em 7 de setembro de 1924, com a lei n. 4.793, a Prefeitura do Distrito Federal cedeu à Inspetoria de Higiene Infantil (IHI) o Hotel Sete de Setembro, situado no bairro carioca do Flamengo, para a instalação de um hospital para crianças. Esse hotel, que mais tarde seria transformado na Casa do Estudante, havia sido construído para recepcionar os visitantes da Exposição do Centenário da Independência, em 1922. A construção destinada à moradia dos funcionários do antigo hotel foi reformada, e ali foi instalado o Hospital Arthur Bernardes. O decreto n. 5.150, de 10 de janeiro de 1927, alterou sua denominação para Abrigo Hospital Arthur Bernardes. Na década de 1930 o hospital enfrentou várias crises e chegou a ser desativado, ficando restrito a um pequeno ambulatório de pediatria. Em 1939 ele foi reaberto como Instituto de Higiene e Medicina da Criança, abrigando o Serviço de Puericultura do Distrito Federal. Em 1940 foi criado o Departamento Nacional da Criança (DNCr), que substituiu a IHI. No mesmo ano, o Instituto de Higiene e Medicina da Criança foi reformulado e passou a se chamar Instituto Nacional de Puericultura (INP), tendo como missão realizar estudos, inquéritos e pesquisas sobre problemas relativos à maternidade e à saúde da criança. Ao DNCr cabia o desenvolvimento de atividades de formação de recursos humanos para a atenção materno-infantil, através de cursos com intensa participação de técnicos do INP, conforme o decreto-lei n. 5.912, de 25 de outubro de 1943. Pelo decreto n. 9.089, de 26 de março de 1946, o INP passou a ser denominado Instituto Fernandes Figueira (IFF), cuja estrutura foi formalizada pelo decreto n. 26.690, de maio de 1949. Em 1970 foi criada a Fundação Instituto Oswaldo Cruz, que incorporou vários institutos, entre eles o IFF. Atualmente a instituição realiza atividades de pesquisa, ensino, assistência, desenvolvimento tecnológico e extensão no âmbito da saúde da mulher, da criança e do adolescente. Sua estrutura organizacional é esta: quatro vice-diretorias integrantes da direção – Assistência, Ensino, Pesquisa e Desenvolvimento Institucional –, três departamentos – Ginecologia, Patologia Clínica e Ensino –, coordenações de Bolsas e Gerência de Projetos de Pesquisa em Saúde e Núcleo de Inovação Tecnológica.

História arquivística

Os documentos foram recolhidos ao Departamento de Arquivo e Documentação em duas etapas, a primeira em 1990 e a segunda em 2005.

Procedência

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Reúne prontuários médicos, eletroencefalogramas, exames, laudos médicos, fichas de anestesia, autópsias, censo diário, censo hospitalar, cadernos de anotação, registro de admissões e altas, estatísticas, mapas de produção, entrevistas, movimento diário, inscrição de estagiários, relatórios e projetos de pesquisa. Inclui ainda documentos referentes à administração institucional, como folhas de frequência, cartões de ponto, livros de ponto, lotação de pessoal admitido, controle de expediente, guias de remessa, pedidos de material, notas fiscais e de empenho, agendas, livros de registro e de protocolo, declarações e cartas-convite.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Seção Vice-Diretoria de Pesquisa
Seção Maternidade
Seção Ginecologia
Seção Pediatria
Seção Neurologia Pediátrica
Seção Mucoviscidose
Seção Serviço de Documentação Médica
Seção Odontologia
Seção Enfermaria
Seção Recursos Humanos
Seção Serviço de Medicina Nuclear
Seção Centro de Orientação Juvenil
Seção Eletroencefalografia
Seção Centro de Material e Esterilização
Seção Administração

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Com restrição. Prontuários médicos, documentos com informações sobre pacientes e produzidos e acumulados no decorrer de pesquisas.

Condições de reprodução

Com restrição

Idioma do material

  • inglês
  • português

Forma de escrita do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de pesquisa

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Casa de Oswaldo Cruz. Departamento de Arquivo e Documentação. Fundo Instituto Fernandes Figueira: listagem de documentos identificados. Rio de Janeiro: Fiocruz, 1997.
FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Casa de Oswaldo Cruz. Departamento de Arquivo e Documentação. Fundo Instituto Fernandes Figueira, seção Vice-Diretoria de Pesquisa, série Projetos de Pesquisa: inventário. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2008.

Área de fontes relacionadas

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Área de notas

Notação anterior

Pontos de acesso

Ponto de acesso - assunto

Ponto de acesso - local

Ponto de acesso - nome

Pontos de acesso de género

Área de controle da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status da descrição

Preliminar

nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão, eliminação

1997-2008

Fontes utilizadas na descrição

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Entidades coletivas, pessoas ou famílias relacionadas

Géneros relacionados

Lugares relacionados