Fundo FL - Francisco Laranja

Área de identificação

Código de referência

BR RJCOC FL

Título

Francisco Laranja

Data(s)

  • 1910-1993 (Produção)

nível de descrição

Fundo

Dimensão e suporte

Documentos textuais: 2,98 m
Documentos iconográficos: 3.227 itens (281 fotografias, 13 tiras de negativos flexíveis com 35 fotogramas, 13 fotogramas de negativos flexíveis, 384 radiografias, 2.416 eletrocardiogramas e 98 diapositivos)

Área de contextualização

Nome do produtor

(1916-1989)

Biografia

Nasceu em 28 de setembro de 1916, em São Borja (RS). Em 1935 iniciou na Faculdade de Medicina de Porto Alegre o curso de medicina, concluído em 1940 na Faculdade Nacional de Medicina da Universidade do Brasil. Em 1938 foi aprovado em concurso público para a vaga de auxiliar administrativo no Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Industriários (IAPI), e passou no ano seguinte à função de médico auxiliar. Ainda como estudante de medicina atuou na função de eletrocardiografista, auxiliando o professor Magalhães Gomes, da Santa Casa de Misericórdia, nas perícias médicas que avaliavam a capacidade de trabalho dos operários. Recém-formado, ocupou o cargo de chefe da eletrografia da Santa Casa, serviço criado por Magalhães Gomes, único lugar na época onde as cardiopatias eram tratadas. Em 1942 foi aprovado em outro concurso público do IAPI e ingressou como médico cardiologista. Dois anos depois recebeu o convite de Emmanuel Dias para integrar a equipe de pesquisadores do Instituto Oswaldo Cruz (IOC) que se dedicava às pesquisas clínicas em doença de Chagas realizadas no posto de Bambuí (MG). Em 1948 concluiu os estudos de caracterização da cardiopatia chagásica crônica. Em 1953, com a criação do Ministério da Saúde, tornou-se diretor do IOC, em substituição a Olympio da Fonseca. Após o suicídio do presidente Getúlio Vargas em 1954, apresentou seu pedido de demissão para o presidente Café Filho. Deixou a diretoria do IOC em fevereiro do ano seguinte e retomou as pesquisas sobre a doença de Chagas. Em 1956 publicou um artigo científico no periódico Circulation, da Associação Americana de Cardiologia, divulgando as investigações realizadas sobre cardiopatia chagásica em Bambuí. Um ano depois assumiu a direção do Serviço de Assistência Médica Domiciliar de Urgência, cargo em que ficou até o final do governo de Juscelino Kubitschek, a pedido de João Goulart, seu amigo. Em 1964 voltou a atuar no IAPI como médico cardiologista. Em 1971 foi aprovado em concurso público para professor titular de cardiologia da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília, mas não foi admitido, pois seu nome fazia parte de uma lista de pessoas que o governo militar afastou de qualquer cargo público de importância. Em 1977 foi convidado pela Fundação Oswaldo Cruz para desenvolver pesquisas em terapêutica da doença de Chagas, lotado no Departamento de Ciências Biológicas da Escola Nacional de Saúde Pública. Morreu em 7 de setembro de 1989, no Rio de Janeiro.

História arquivística

Os documentos estavam no Pavilhão de Cursos Arthur Neiva, último local de trabalho do titular, e foram transferidos em três remessas para o Departamento de Arquivo e Documentação na década de 1990.

Procedência

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Reúne cartas, ofícios, diplomas, relatórios de atividades, artigos científicos, comunicações em eventos, recortes de jornais e fotografias, entre outros documentos referentes à trajetória profissional do titular na área da pesquisa em doença de Chagas.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Grupo Vida Pessoal
Grupo Formação e Administração da Carreira
Grupo Docência e Pesquisa

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Sem restrição.

Condiçoes de reprodução

Sem restrição.

Idioma do material

  • espanhol
  • francês
  • inglês
  • italiano
  • português

Forma de escrita do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de pesquisa

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Casa de Oswaldo Cruz. Departamento de Arquivo e Documentação. Fundo Francisco Laranja: inventário. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2013.

Área de fontes relacionadas

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Fundo Casa de Oswaldo Cruz, seção Departamento de Pesquisa em História das Ciências e da Saúde, série Projetos de Pesquisa, projeto Memória de Manguinhos, depoimentos orais
Fundo Instituto Oswaldo Cruz
Fundo Centro de Pesquisa René Rachou

Descrições relacionadas

Área de notas

Notação anterior

Pontos de acesso

Ponto de acesso - assunto

Ponto de acesso - local

Ponto de acesso - nome

Pontos de acesso de género

Área de controle da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status da descrição

Nível de detalhamento

Datas de criação, revisão, eliminação

Idioma(s)

Escrita(s)

Fontes utilizadas na descrição

Nota do arquivista

Data da descrição: 2003, 2009 e 2013.

Nota do arquivista

Equipe: Francisco dos Santos Lourenço, Alexandre Figueiredo de Oliveira, Aline Pereira de Oliveira Paula, Amanda Carvalho dos Santos, Jeane da Silva Coelho, Lívia Holanda Govêa e Priscila da Moita Rodrigues

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Entidades coletivas, pessoas ou famílias relacionadas

Géneros relacionados

Lugares relacionados