Item 04 - Dyrce Lacombe de Almeida

Área de identificação

Código de referência

BR RJCOC 05-06-01-01-01-05-04

Título

Dyrce Lacombe de Almeida

Data(s)

  • 1999 (Produção)

nível de descrição

Item

Dimensão e suporte

Documentos sonoros: 4 fitas cassete e 4 CD's (2h15min; cópia digital)

Área de contextualização

Nome do produtor

História arquivística

Entrevista realizada por Anna Beatriz de Sá Almeida, Magali Romero Sá e Renata Fernandes Marques, na Fiocruz, nos dias 02 de julho e 11 de agosto de 1999.

Procedência

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Sumário
Fita 1 - Lado A
Origem familiar e a rotina na Ilha do Governador; o curso secundário e a relação com o professor Newton Santos; comentário sobre seu primeiro contato com o IOC e sobre o professor Olympio da Fonseca; o ingresso na FNFi; os professores e o curso de História Natural; a presença de mulheres na faculdade, tanto alunas quanto professoras; o interesse pela biologia; o trabalho como assistente de Olympio da Fonseca no curso do IOC; as relações dos professores com as alunas; a viagem para os Estados Unidos logo após a conclusão da graduação; o convite para trabalhar em Manguinhos; o trabalho com o professor Rudolf Barth.

Fita 1 - Lado B
O trabalho com o professor Rudolf Barth; referência às pesquisadoras do IOC; a importância do desenho e da fotografia na histologia; a relação de amizade entre os departamentos e as unidades do IOC; referência ao temperamento de Rocha Lagoa; o concurso para zoóloga do Museu Nacional: o ingresso e as atividades na instituição; o movimento dos bolsistas no IOC e seus resultados.

Fita 2 - Lado A
Comentários acerca do Congresso Internacional sobre Doença de Chagas, realizado no Hotel Glória, em 1979, e o contato com importantes pesquisadores de várias nacionalidades.

Fita 3 - Lado A
Referência ao pesquisador José Cândido de Melo Carvalho e à equipe de trabalho da expedição no Rio Negro, na Amazônia, em 1962 e 1963; a saída do Museu Nacional e o ingresso no IOC; a relação com José Cândido e Newton Santos; as excursões e os trabalhos realizados com Lauro Travassos, Amilcar Vianna Martins e Rudolf Barth; a excursão a Belém do Pará, em 1964, com Lauro Travassos; viagem de férias à Europa com José Cândido e sua esposa; comentários sobre as primeiras participações em congressos internacionais realizados nos Estados Unidos, na América Central e na Europa; comentários sobre o seu interesse em cracas, a partir do trabalho realizado na Baía de Guanabara no começo dos anos 1960.

Fita 3 - Lado B
Considerações sobre a experiência de trabalho em instituições de pesquisa nos Estados Unidos; a relação entre Lauro Travassos e Olympio da Fonseca; referência a Herman Lent; comentários sobre o trabalho com embiídeos; referência a artigos publicados; comentários sobre Lejeune Pacheco H. de Oliveira; considerações sobre a Coleção de Cracas e a importância da Biologia Marinha no IOC; comentários sobre a administração de Vinícius da Fonseca e a transferência de Lejeune Pacheco H. de Oliveira para a UFRJ; o destino de várias coleções após a década de 1970, como a de Anatomia Patológica e de Febre Amarela; referência à palestra sobre cracas na cidade de Cabo Frio; sua relação com José Rodrigues Coura e Leonidas Deane; comentários sobre Alina Szumlewicz.

Fita 4 - Lado A
Comentários sobre a transferência da Alina Szumlewicz para Manguinhos e do Laboratório de Anatomia e Histologia de Vetores de Doença de Chagas de Manguinhos para Jacarepaguá; a relação com a direção do IOC; considerações sobre o universo feminino do IOC; os critérios para obtenção de recursos e bolsas de pesquisa; comentários sobre o trabalho como docente.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Transcrição e sumário

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Sem restrição

Condições de reprodução

Sem restrição

Idioma do material

Forma de escrita do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de pesquisa

Área de fontes relacionadas

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Área de notas

Nota

Resenha biográfica
Dyrce Lacombe de Almeida nasceu em 16 de março de 1932, na cidade do Rio de Janeiro. Durante os anos 1950, estudou história natural na Faculdade Nacional de Filosofia (FNFi), no Rio de Janeiro. O interesse pela Biologia e Zoologia surgiu no científico, quando de suas primeiras aulas sobre estes temas na praia de Guaratiba, onde teve contato com moluscos e pequenos animais marinhos. A influência e o apoio do professor Newton Dias dos Santos, do Colégio Mariz e Barros, onde fez todo o seu curso ginasial, foram também decisivos para a formação da futura zoóloga. Na faculdade trabalhou como assistente de Olympio da Fonseca e participou do curso de extensão universitária em zoologia, ministrado pelo zoólogo do Museu Nacional e seu antigo professor Newton Dias dos Santos. Em 1954, após sua formatura, fez o Curso de Entomologia Geral no Instituto Oswaldo Cruz (IOC), com o professor e pesquisador alemão Rudolf Barth. A partir daí, iniciou uma longa carreira de pesquisa na instituição junto ao pesquisador, trabalhando com anatomia e histologia de insetos. No mesmo ano, começou sua carreira como professora, ministrando Zoologia na FNFi. Em 1955, publicou nas Memórias do Instituto Oswaldo Cruz seu primeiro trabalho em coautoria com Rudolf Barth. Nos anos seguintes, Dyrce Lacombe manteve forte vínculo com a atividade docente na Universidade do Distrito Federal (UDF), no Ministério da Educação e, finalmente, no IOC, como assistente do Curso de Aplicação. Em 1959, foi aprovada no concurso do Departamento Administrativo do Serviço Público Ministério da Educação (DASP), sendo lotada como zoóloga no Museu Nacional, no Rio de Janeiro; afastou-se do Museu Nacional para ingressar nos quadros do IOC como bolsista. Foi uma das responsáveis pela articulação do chamado "movimento dos bolsistas", cujo resultado foi a incorporação de 44 bolsistas, incluindo ela própria, nos quadros da Fundação Oswaldo Cruz nos anos 1970. Em 1960, passou a se interessar pela pesquisa com crustáceos, em especial pela subclasse das cracas (cirrepédios), iniciando a constituição de uma coleção histológica e sistemática. Em 1967, recebeu convite do Osbom Laboratories of Marine Science, em Nova York, para desenvolver pesquisas sobre cracas e, em 1969, foi convidada pela California Academy of Sciences para colaborar na confecção de monografia sobre embiópteros, insetos da ordem Embiidina.

Notação anterior

Pontos de acesso

Ponto de acesso - assunto

Ponto de acesso - local

Ponto de acesso - nome

Pontos de acesso de género

Área de controle da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status da descrição

nível de detalhamento

Datas de criação, revisão, eliminação

Fontes utilizadas na descrição

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Entidades coletivas, pessoas ou famílias relacionadas

Géneros relacionados

Lugares relacionados