Academia Nacional de Medicina (ANM)

Área de identificação

Tipo de entidade

Entidade coletiva

Forma autorizada do nome

Academia Nacional de Medicina (ANM)

Forma(s) paralela(s) de nome

  • ANM

Formas normalizadas do nome de acordo com outras regras

Outra(s) forma(s) do nome

  • Academia Imperial de Medicina
  • Sociedade de Medicina do Rio de Janeiro

identificadores para entidades coletivas

Área de descrição

Datas de existência

1829-

História

Criada como Sociedade de Medicina do Rio de Janeiro em 30 de junho de 1829. Os seus estatutos, inspirados nos regulamentos da Academia de Medicina de Paris, tinham como objetivo principal as questões de saúde pública relativas às inspeções sanitárias em geral. Em 1835, passou a receber uma subvenção do Tesouro Público, mudando o seu nome para Academia Imperial de Medicina. A partir de então, ficou constituída por 3 seções: medicina, cirurgia e farmácia, ampliando o seu papel ao tornar-se consultora do Governo Imperial em assuntos relacionados a políticas de saúde pública, ao exercício da medicina e à comercialização de medicamentos. Com a instauração do regime republicano, em 1889, passou a ser designada de Academia Nacional de Medicina. Estabeleceu-se em sede própria em 1904.

Locais

Rio de Janeiro (RJ)

Status legal

Funções, ocupações e atividades

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

Contexto geral

Área de relacionamento

Área de controle da descrição

Identificador do registro de autoridade

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status da descrição

nível de detalhamento

Datas das descrições (criação, revisão e remoção)

Idioma(s)

Escrita(s)

Fontes utilizadas na descrição

Academia Nacional de Medicina. História. Disponível em <http://www.anm.org.br>. Acessado em maio de 2020.

SOCIEDADE DE MEDICINA DO RIO DE JANEIRO. Dicionário Histórico-Biográfico das Ciências da Saúde no Brasil (1832-1930). Disponível em <http://www.dichistoriasaude.coc.fiocruz.br/iah/pt/verbetes/socmedrj.htm>. Acessado em maio de 2020.

Notas de manutenção